sexta-feira, 19 de agosto de 2016

#Marvel #BattleScenes - Vem aí o Battle Royal 2016, com mais de quinze mil reais de premiação! Confira!


























Vem aí o Battle Royal 2016. Saiba tudo sobre este super torneio em
http://www.battlescenes.com.br/vem-ai-o-battle-royal-2016/

Mais de R$15000 em premiação. Olha só!

 
 

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Os Pontos Positivos de Pokémon Go


Pokémon Go vem tomando os celulares do mundo de assalto, milhões de pessoas estão jogando, é um fenômeno de nosso tempo, bla-bla-bla. Todo mundo já está careca de saber disso.

Como bom fã de jogos que sou, resolvi falar deste joguinho abordando um aspecto um pouco diferente... Não sei quanto a vocês, nerds normais, mas eu estou conseguindo angariar não apenas pokémons jogando PokéGo como também experiências positivas. Exemplos:

- Desde que inventaram esse tal de "celular sinal-da-cruz" (em que o usuário fica passando o dedo pros lados e de cima pra baixo em cima da tela fazendo sinal-da... ora, vocês entenderam!) que as pessoas se encontram com seus celulares pra... ficar mexendo nos tais celulares! Nem conversar as pessoas conversam, preocupadas que estão com seus whatsapps, facebooks, twitters, etcéterapps. O Pokémon Go me parece ser um dos poucos casos em que as pessoas se reúnem com seus celulares para CONVERSAR COM A BOCA - enquanto mexem nos celulares, óbvio. Deve ter gente por aí descobrindo que nem conversar mais usando a boca direito sabia. E você nem queira saber como conversar usando a boca é legal!

- Todo mundo conhece os gamers típicos que curtem jogar videogames e afins em sua forma mais clássica... e sedentária. É só meter a bunda na cadeira e passar o resto da vida gastando os dedos apertando botões para ser um desses caras. Pausas pra comer, ir ao banheiro, dormir (nem sempre) e ir ao fisioterapeuta pra se livrar da tendinite, o impulso de voltar a enterrar a bunda na cadeira para ficar apertando botões de novo para todo o sempre é forte e contagiante. Truques sujos à parte (andar de carro, gastar montes de iscas nos mesmos Pokéstops e ficar lá até morrer de fome ou as pokébolas acabarem...), não é de se duvidar que tenha gente por aí que nem mais se recordava que tinha pernas e - surpresa! - as redescobriu. Pokémon Go, de um modo ou de outro, faz as pessoas caminharem, ou seja, é um passatempo SAUDÁVEL, pra dizer o mínimo. Eu mesmo andei mais de 25km nas quatro trips que fiz pela cidade desde que instalei o jogo! Confesso que tenho o hábito salutar da caminhada diária, e esse hábito ficou mais divertido e descontraído. Redescubra suas pernas - jogue Pokémon Go!

- Vi um pai, um rapaz com seus trinta e poucos anos, e seu filhinho, uma criança lá pelos dez, numa certa praça em um dia desses. Estavam sentados juntos num dos bancos, cada um com seu celular, e era notável que conversavam sobre, e capturavam Pokémons, usufruindo da isca instalada em um Pokéstop próximo. O diálogo fluia entre os dois, o menino perguntava, o pai respondia e ensinava coisas. Achei magnífico, ainda mais neste mundo em que é normal que pais interajam pouco com os filhos. É ótimo ver que de alguma forma PokéGo serve para retomar esse tipo de contato, incentivando a aproximação familiar. Ah, e o mesmo vale pros namorados, irmãos e irmãs, amigos, conhecidos. Pokémon Go surge como uma grata forma de promover a interação entre pessoas que, sem o joguinho, talvez não tivessem o menor motivo para se reunirem, conhecerem-se ou manter qualquer forma de relacionamento mais intimista.

- Papo mais sério, agora. Pokémon Go nos faz refletir a respeito de alguns direitos que a gente achava que tinha, em especial o de IR E VIR. Percebe-se como nunca antes que andar por aí é uma coisa que pode ser perigosa, e muito. Temos consciência que devíamos poder andar livremente por aí, e até acreditávamos que podíamos fazer isso, mas o jogo tem revelado que andar por aí é um desafio íngreme, algo que dá medo. A segurança é precária e lugares que deviam ser pontos turísticos de visitação como são grande parte dos Pokéstops e PokéGyms não têm luz suficiente à noite, são tomados pelo descaso, ou por pessoas suspeitas, pra não dizer malfeitores. Não é de se duvidar que, influenciadas pela febre em torno dos Pokémons, iniciativas públicas surjam visando revitalizar pontos turísticos ermos, tornando-os novamente atraentes ao público. Ora, a própria presença de Pokégrupos de jogadores em lugares públicos já os torna mais amistosos...

- E, já que estamos falando de pontos turísticos... Que mal há em dar uma espiadinha naquela estátua ou escultura Pokéstop que você nem conhecia e encontrou pelo caminho ou visitar aquele museu que você descobriu procurando um estádio novo para batalhar? Mal algum! É culturalmente saudável, de todas as formas que se possa imaginar, ao menos para mim.

Decerto existem pontos negativos em Pokémon Go, como em tudo na vida, mas existem pontos positivos. E me parecem ser muitos pontos positivos. Consegue encontrar mais um?

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

#Marvel #BattleScenes - BS Online using Table Top Simulator at Steam. Take a look! BS Online usando Table Top Simulator no Steam.


https://www.facebook.com/514948192031947/photos/pb.514948192031947.-2207520000.1470249047./515080718685361/?type=3&theater




quarta-feira, 27 de julho de 2016

Questionário

Questionário




O maior prazer? A alegria.
A maior alegria? O prazer.

O olhar mais sedutor? Tão inexplicável quanto a voz mais bonita.
A voz mais bonita? Tão inexplicável quanto o olhar mais sedutor.

A pessoa mais linda? Certamente alguém que não se reconhece como sendo a pessoa mais linda.
A pessoa mais chata? Certamente alguém que não se reconhece como sendo a pessoa mais chata.

O sentido da vida? Não há sentido algum, muito menos na vida.
A verdade da alma? Não há verdade alguma, muito menos na alma.

A raiz de todos os males? O ser humano, criador de todos os males.

O sonho mais louco? Ser eletrocutado vivo em 5... 4... 3... 2... 1... E acordar! Ufa!


Curta a página de Doença e Cura no Facebook